Há uma diferença fundamental entre Deus e Religião que necessita ser compreendida!

Deus - Religião

Deus é Universal, a Religião é Particular. Deus, entendido como Espiritualidade, é algo natural, próprio do Ser Humano na busca e compreensão de Si mesmo e do seu Propósito no Mundo no qual está inserido. A Religião é uma ‘proposta de reverência’ a este Deus dentro de cada um de nós. Religião é, portanto, uma Escolha Pessoal, Individual.

A Globalização nos presenteia com a Necessidade e Capacidade de aprendermos a ‘nos relacionarmos harmonicamente’ com Culturas Particulares e Princípios Universais. Para quem nunca antes tinha se preocupado com isso, a ‘novidade’ foi recebida por nós, primeiro com entusiasmo, para logo em seguida nos mostrar que teríamos que ‘nos preparar’ para compreender as diferentes realidades se quiséssemos ‘abrir novas janelas de oportunidades’ para evoluirmos como Seres Humanos.

Mas…, QUEM ou O QUE nos prepararia para vivermos em harmonia no convívio constante com o ‘Diferente’ (pessoas, culturas, educação, princípios…, etc.) a não ser uma Educação Formal  transformada em Educação Holística ?

E, em que Moldes ou Parâmetros deveria (ou deverá) se embasar esta Educação Holística de forma a capacitar as pessoas  a questionar,  compreender e modificar sua maneira de perceber o Mundo e apresentar propostas viáveis de mudanças que beneficiem a Coletividade Global ?

Platão, um dos maiores pensadores conhecidos, era motivado pela ‘busca do Conhecimento e da Verdade’. Entretanto, como neste mundo de Acasos e de Mudanças podemos chegar ao Conhecimento que está além desse mesmo Acaso e da Mudança?  Sua resposta era que “a Realidade não é a profusão caótica de coisas que vemos, tocamos  e sentimos, como por exemplo, os milhares de diferentes tipos de cadeiras, casas ou árvores”. Para Platão, a Realidade está naquilo que é Comum a Cada Um, e não no Diferente: está na Forma de uma cadeira, casa ou árvore. As Coisas são Particulares; a Verdade é Universal. Este era o pensamento profundo de Platão.  Será a Verdade de Platão, uma Verdade Universal?

Isso leva à crença – superficialmente Compulsória, mas profunda e completamente Falsa – de que, quanto mais Universal é a Cultura, mais perto da Verdade ela está. Será mesmo? Fiquemos atentos. A partir dessa premissa ocorreram os maiores crimes da História da Humanidade, e muito sangue humano foi derramado.

A Civilização Ocidental conhece Cinco Grandes Culturas Universalistas: Grécia Antiga, Roma Antiga, Cristianismo Medieval, Islamismo, e o Iluminismo. Três eram Seculares, duas Religiosas. Trouxeram presentes inestimáveis ao mundo, mas também trouxeram grande sofrimento à Humanidade – embora não exclusivamente aos judeus.

Como um maremoto, estas Culturas levaram para longe os Costumes Locais, antigas tradições e maneiras diferentes de fazer as coisas. Representaram, para a Diversidade Cultural, aquilo que a Industrialização representa para a Biodiversidade: – Extinguiram formas de vida mais fracas, Diminuíram as Diferenças.  Atualmente, estamos passando pela Sexta Ordem Universal: o Capitalismo Global.

Esta Sexta Ordem Universal é  a Primeira Ordem Universal a ser motivada, não por uma série de Idéias, mas por uma série de Instituições, dentre elas o Mercado, a Mídia e a Internet. Porém, seu efeito é não menos profundo e devastador que as suas antecessoras porque ameaça Todas as coisas, locais, tradicionais e particulares.

Onze de Setembro aconteceu quando duas Culturas Universalistas – cada uma profundamente ameaçadora à outra – se encontraram  e colidiram.

O Universalismo é o Oposto Cultural do Imperialismo – Somente a Verdade Científica É Universal

Deixe-me dizer isso clara e inequivocamente: o Universalismo é o oposto cultural do Imperialismo, e nos mostra que ‘Nem toda Verdade é Universal’. A Verdade científica É… , pelo menos até que outra Verdade Científica seja descoberta. A Verdade Espiritual, Religiosa e pelo menos algumas Verdades Morais não o são. A glória e maravilha do nosso mundo humano É Sua Diversidade: os seis mil Idiomas diferentes, centenas de Fés, a multiplicidade de Culturas, a absoluta variedade das imaginativas expressões da Raça Humana, na maioria das quais, se escutarmos atentamente, ouviremos a Voz de Deus nos dizendo algo que Precisamos Saber.

As verdadeiras Morais Universais são poucas e existem  para Proteger as Diferenças Culturais e Religiosas.  São elas: – a Santidade e a Dignidade da Vida humana, e a Liberdade, que precisamos que seja Verdadeira para Nós Mesmos (como indivíduos), enquanto é uma bênção para uma Sociedade quando se transforma e Verdade Coletiva. Colocado desta forma, há uma diferença fundamental entre Deus e Religião. Deus e a Espiritualidade são Universais, a Religião é Particular.

Servimos a Deus, autor da Diversidade, quando respeitamos a Diversidade. Deus não quer que todas as fés e culturas sejam as mesmas, assim como um Pai amoroso não deseja que seus filhos sejam todos iguais. O que Ele quer é que as Diferentes Culturas e Civilizações se Respeitem.

Quando as Civilizações Universais colidem  com as Particulares , o mundo balança, e vidas se perdem.

“Só conseguiremos a Paz neste mundo problemático quando aprendermos que Deus ama a Diferença e também nós devemos fazê-lo.” (pelo Rabino-chefe da Inglaterra, Professor Jonathan Sacks).

Se ainda não sabemos…, devemos aprender bem rápido essas coisas para evitarmos conflitos sérios que poderão levar a desastres irreparáveis.

Angela Alem                                                                     1 de Agosto de 2015

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s